Vestido de veludo

Com casca singular, o pêssego oferece um equilíbrio de nutrientes e regula o organismo

Assim como a maioria dos alimentos de tons alaranjados, o pêssego é rico em betacaroteno. Além de proteger a saúde dos olhos e o sistema imunológico, ainda dá uma forcinha à beleza: deixa pele, cabelos e unhas mais bonitos.

Para deixar a saúde e aparência em dia, consuma só o necessário: até 3 unidades de pêssego por dia.

O pêssego fornece importantes vitaminas, necessárias para o equilíbrio do organismo. As vitaminas C e E, por exemplo, atuam como antioxidantes e, por isso, protegem o coração e previnem o envelhecimento precoce. Também é rico em potássio e niacina, que eleva o nível do bom  colesterol (HDL), e contém pouquíssimo sódio, por isso evita a hipertensão.

E não é só isso: a fruta também tem ação diurética e suaviza o aparelho digestivo, funcionando como leve laxante. Por isso, é recomendada em casos de prisão de ventre e insuficiência renal.

Benefícios lisinhos O pêssego possui a casca aveludada, que apesar de ser atraente, pode causar alergias em pessoas sensíveis. A nectarina é uma opção para usufruir os benefícios do pêssego sem o inconveniente da casca. É uma fruta bem próxima do pêssego e oferece praticamente a mesma quantidade de nutrientes: betacaroteno, potássio e muitas vitaminas.

Qual a melhor forma de consumo?  Prefira pêssegos frescos, pois a fruta em conserva (enlatados, com calda) possui quantidade bem menor de vitaminas e minerais e,  contém mais açúcar, por isso não é recomendada para diabéticos ou pessoas acima do peso.

Cada 100g da fruta contém:
Calorias 36kcal
Carboidrato 9,31g
Proteína 0,8g
Fibra Alimentar 1,4g
Magnésio 4mg
Fósforo 15mg
Potássio 124mg
Cálcio 3mg
Vitamina C 3,3mg
Fonte: UNICAMP – Tabela Brasileira de Composição de Alimentos / TACO

 Fonte: Editora Alto Astral. O poder das frutas, v. 1, n.1, 2009.