Coloração poderosa

A amora tem ação contra o câncer!

Ela faz parte do grupo das frutas vermelhas, poderosas agentes anticancerígenas. “As frutas vermelhas têm alto poder antioxidante, isso se deve principalmente ao ácido elágico contido nesses alimentos. Ele impede a formação dos temidos radicais livres que agem no envelhecimento e no câncer”, explica a nutricionista Andréia Gomes.

Rica em cálcio, a frutinha protege os ossos contra a osteoporose. Ela também é eficaz para tratar problemas de garganta, como rouquidão e irritações. Para desfrutar desses benefícios, coma 1 xícara (chá) de amoras por dia, alternando com o consumo de outras frutas vermelhas como a cereja e morango.

Cada 100g da fruta contém:
Calorias 57cal
Carboidrato 13,2g
Proteína 1,2g
Fibra Alimentar 3,9g
Magnésio 6mg
Ferro 2mg
Sódio 3mg
Cálcio 34mg
Fonte: UNICAMP – Tabela Brasileira de Composição de Alimentos / TACO

Fonte: Editora Alto Astral. O poder das frutas, v.1, n.1, 2009. 

Polpa e castanha se completam

… e fornecem os nutrientes fundamentais para a saúde!

Vitamina C, fibras e caretenóides. São essas a substâncias presentes no caju que mais beneficiam a saúde. A fruta possui 5 vezes mais vitamina C que a laranja e só está atrás da acerola e do camu-camu.

Por isso, o caju fortalece o sistema imunológico, previne infecções, combate alergias de pele e cansaço.

Pelas cores da polpa, é possível perceber a ação anticancerígena: de casca amarela e avermelhada possui batacaroteno e licopeno, duas substâncias capazes de prevenir os câncer de pulmão e de próstata, respectivamente. Já as fibras contribuem para o bom funcionamento do intestino, proporcionando boa digestão.

Da fruta, até a castanha…

…pode ser aproveitada! E não é só para não desperdiçar. A castanha do caju é rica em minerais, vitaminas E e do complexo B, proteínas, carboidratos e fibras. Se consumida moderadamente, a castanha contribui para manter a saúde de ossos e músculos, fornecer energia paras as atividades diárias, melhorar a digestão  e até regular o nível de colesterol ruim (LDL) no sangue, pois possui ácidos graxos poliinsaturados.

As castanhas podem ser consumidas no café da manhã ou lanche da tarde, até 3 unidades por dia. Elas oferecem grande parte da quantidade diária recomendada de magnésio. Esse mineral contribui no controle do nervosismo, depressão, cansaço  e fraqueza. Para prepará-las, asse-as, no forno, até torrar levemente. Prefira consumi-las sem sal.

Dica de consumo Os sucos são boa opção para quem não suporta o sabor adstringente do caju! Consuma-os logo após o preparo, para aproveitar ao máximo os nutrientes da fruta.

 

Cada 100g da fruta contém:
Calorias 43kcal
Carboidrato 10,3g
Proteína 1g
Fibra Alimentar 1,7g
Lipídeos 0,3mg
Magnésio 10mg
Fósforo 16mg
Potássio 124mg
Cálcio 1mg
Sódio 1mg
Fonte: UNICAMP – Tabela Brasileira de Composição de Alimentos / TACO

 Fonte: Editora Alto Astral. O poder das frutas, v.1, n.1, 2009.

Dê adeus à imunidade baixa!

Descubra como a goiaba reforça as defesas de seu organismo e traz muito mais saúde para o seu dia-a-dia

 Com um aroma inconfundível, a goiaba reúne três qualidades que a colocam entre as frutas tropicais ideais para garantir a saúde do organismo: baixo teor calórico, poder antioxidante e boa quantidade de fibras solúveis.

Uma força na dieta Quem está acima do peso já pode comemorar. A goiaba é mais uma aliada na luta contra a balança. Em 100g  do tipo vermelho da fruta há apenas 54 calorias, uma opção para os lanches entre as refeições principais ao longo do dia.

Mas os benefícios não param por aí. As fibras, em boa quantidade na casca e polpa da fruta, ainda garantem a sensação de saciedade, ou seja, ao consumi-la você não sentir a fome bater tão cedo.

A cor da saúde “O principal composto funcional presente na goiaba é o licopeno, que confere a cor vermelha à fruta. Ele é um poderoso antioxidante, que mantém a juventude das células e previne contra o surgimento de câncer”, esclarece a nutricionista Elizabete Elvira De Paola, da Vital Nutri.

O licopeno ganha um reforço com a grande quantidade de vitamina C da fruta, também um poderoso antioxidante, que da mesma forma age contra os radicais livres. Quem ganha é o organismo, uma vez que fica protegido do envelhecimento celular e outras mutações que podem desencadear o câncer, por exemplo, entre outras doenças.

De bem com o intestino As fibras, presentes na casca e polpa da fruta, aliadas ao consumo regular e abundante de líquidos (o ideal é consumir até 2 litros de água por dia) aumentam o bolo fecal e reduzem a prisão de ventre.

“Por ser rica em fibras, ela ajuda no funcionamento do intestino. Sem falar que alguns estudos mostram que médicos a indicam como antibiótico a crianças, para combater as bactérias que estão no seu intestino, conferindo, assim, seu poder bactericida”, ressalta Elizabete De Paola.

Outros benefícios A goiaba ainda se apresenta como fonte de vitamina A, que garante a saúde dos olhos e aumenta a imunidade; vitaminas do complexo B, principalmente a niacina, que previne as dores de cabeça de enxaqueca, indigestão, diarréia, entre outros problemas; e a vitamina C. “Por ser rica em vitamina C, a goiaba é uma forte arma na proteção contra infecções, processos alérgicos e fadiga”, esclarece a nutricionista Andréia Gomes.

A fruta também apresenta um mineral bastante importante em sua composição, o potássio, que participa das contrações musculares, equilibra a quantidade de líquidos  no corpo e regula a pressão arterial.

Cada 100g da fruta contém: VERMELHA OU BRANCA?
Calorias  54kcal  Apesar de concentrar os mesmo nutrientes, alguns deles em quantidades superiores, como é o caso do mineral potássio (220mg em 100g da fruta), o tipo branco não contém o licopeno, substância aclamada por seu poder antioxidante, ou seja a capacidade de combater os radicais livres. A dica é variar entre os dois tipos, para não deixar de aproveitar os benefícios de nenhuma das especialidades.

Na hora da compra, para não se confundir, preste atenção na coloração da casca da goiaba. Se tiver um verde bastante claro, é o tipo branco; já com a cor verde mais viva caracteriza a vermelha.

Carboidrato 13g
Proteína 1,1g
Fibra Alimentar 6,2g
Lipídeos 0,4mg
Fósforo 15mg
Potássio 198g
Manganês 0,09mg
Ferro 0,2mg
Zinco 0,1mg
Vitamina B6 0,03mg
Fonte: UNICAMP – Tabela Brasileira de Composição de Alimentos / TACO

 Fonte: Editora Alto Astral. O poder das frutas, v.1, n.1, 2009. 

Quer hidratar o organismo?

Aposte na melancia. Ela é composta por 90% de água, além de vitamina C, minerais e licopeno

 Os dias quentes de verão pedem opções refrescantes, capazes de repor as quantidades de água e sais minerais perdidos durante a transpiração.

 Nessa hora, a melancia se apresenta como uma das melhores opções. “Ela é um excelente alimento para hidratação, possui cerca de 90% de água, é rica vitaminas e minerais que auxiliam no equilíbrio orgânico”, esclarece a nutricionista Barbara Rescall Sanches, da VP Consultoria Nutricional.

Ação anticancerígena A melancia é aclamada por seu poder antioxidante, ou seja, sua capacidade de combater os radicais livres, produzidos a partir do metabolismo das células “ruins”, que em excesso, podem ser responsáveis pelo surgimento de diversas doenças.

Essa função da melancia é possível graças à presença de vitamina C licopeno em sua composição, que juntos têm grande força contra os radicais livres. “O licopeno é um poderoso antioxidante, estudado, principalmente, como auxílio de alguns tipos de câncer, em especial o câncer de próstata” ressalta a nutricionista Barbara.

Pressão arterial controlada  O potássio, mineral presente na composição da melancia, é o responsável por manter a pressão arterial nos níveis ideais. É que ele garante a elasticidade dos vasos sanguíneos e reduz arritmia cardíaca. Além disso, equilibra a quantidade de água presente nas células, diminuindo inchaços, e também participa das contrações musculares, inclusive do coração.

Amiga dos homens A impotência sexual, que se caracteriza pela dificuldade em iniciar ou manter uma ereção, é condição que assusta grande parte dos homens. Na maioria dos casos, ela acontece por fatores emocionais ou então pela dificuldade do sangue circular até o membro, decorrente do excesso de peso, pressão alta, colesterol elevado, entre outros problemas de saúde.  “A melancia tem o poder de vasodilatação, que melhora a circulação e também facilita a ereção dos homens”, ressalta Barbara.

Diabéticos, atenção! A melancia é rica em frutose, um tipo de açúcar e, por possuir baixa quantidade de fibras, esse açúcar cai na corrente sanguínea rapidamente, podendo elevar a taxa de glicose, se consumida em excesso. Sendo assim, os diabéticos devem procurar a orientação de um nutricionista para degustar a fruta e aproveitar seus benefícios sem prejuízos.

Cada 100g da fruta contém: Tire suas dúvidas!
Calorias 33Kcal  

 

  •       Evite comer melancia logo após as refeições principais. Pela grande quantidade de água que possui, ela pode dificultar a digestão e originar aquela sensação de peso no estômago.

 

 

  •      A parte branca da melancia não deve ser consumida em excesso. Isso porque ela possui uma substância que o organismo não é capaz de digerir, chamado celulose. Esse fato faz com que o organismo trabalhe para expulsá-la por meio da evacuação, podendo provocar dores de barriga.
Carboidrato 8,1g
Proteína 0,9g
Fibra Alimentar 0,1g
Magnésio 10mg
Fósforo 12mg
Potássio 104mg
Cálcio 8mg
Manganês 0,14mg
Ferro 0,2mg
Cobre 0,04mg
Zinco 0,1mg
Vitamina C 6,1mg
Fonte: UNICAMP – Tabela Brasileira de Composição de Alimentos / TACO

 Fonte: Editora Alto Astral. O poder das frutas, v.1, n.1, 2009.

Inimiga do colesterol e da prisão de ventre

Rica em fibras, a pêra bem que mereceria ser mais consumida pelos brasileiros. Descubra as razões para incluir essa fruta no seu dia-a-dia

 Pouco calórica, a pêra está presente em quase todas as dietas de emagrecimento. No entanto, ela não serve apenas para dar uma forcinha na hora de perder os quilinhos extras. Também fortalece o coração, os ossos e previne queda de cabelo e intestino grosso.

Nutrientes e benefícios Fibras. São os principais nutrientes presentes na pêra, e sua importância vai além da prevenção à prisão de ventre e melhoria do processo digestivo. Elas equilibram os níveis de açúcar no sangue, reduzem o colesterol e diminuem risco de câncer de cólon.

Outros nutrientes presentes na pêra são: potássio,  cálcio, enxofre, magnésio, silício, e vitamina C, que auxiliam no equilíbrio do sistema nervoso e no fortalecimento das funções cardíacas.

Atenção na escolha! O ideal é escolher as peras sem cortes, rachaduras ou manchas, pois estes sinais podem indicar que algum inseto passou pela fruta.

Cada 100g da fruta contém:
Calorias 53kcal
Carboidrato 14g
Proteína 0,6g
Fibra Alimentar 3g
Magnésio 6mg
Fósforo 12mg
Potássio 116mg
Cálcio 9mg
Vitamina C 2,8mg
Fonte: UNICAMP – Tabela Brasileira de Composição de Alimentos / TACO

 Fonte: Editora Alto Astral. O poder das frutas, v.1, n.1, 2009.

Pequena notável

Apesar do seu tamanho, essa frutinha tem poder antiinflamatório, digestivo e é indicado para crianças e adolescentes que precisam ganhar peso

 Há mais de uma década, o açaí ganhou papel de destaque nas academias de musculação de todo o Brasil. Riquíssimo em calorias (energia) e ótimo para auxiliar no fortalecimento dos músculos, na prevenção de câimbras e no combate ao desgaste físico, essa frutinha escura, proveniente da região norte do país, pode ser benéfica para todas as pessoas que desejam melhorar a saúde de maneira natural.

Nutrientes na tigela “O açaí é rico em potássio, cálcio e antocinaninas, um composto funcional que age como um poderoso antioxidante, inibindo os radicais livres produzidos no nosso organismo. Ainda tem poder aintiinfalamatório e previne contra o câncer”, ressalta a nutricionista Elizabete Elvira de Paola, da Vital Nutri Assessoria e Consultoria em Nutrição e Qualidade de Vida.

Substituto da refeição O açaí é um ótimo alimento energético, indicado para as pessoas que precisam ganhar peso rapidamente, como esportistas ou mesmo crianças e adolescentes de baixo peso que apreciam o seu sabor.

No Brasil, é muito consumido, como substituto de refeições. Em geral, nas lanchonetes e restaurantes é servido com banana e granola, tornando-se uma ótima pedida para o café da manhã ou mesmo lanche da tarde, decorrente do seu alto valor calórico. “100 gramas da polpa do açaí contêm 110 calorias, destas 30% correspondem a gorduras monoinsaturadas. Não existe uma melhor forma de consumi-lo, o indicado é consumir como substituto da refeição”, explica a nutricionista Elizabete Elvira de Paola.

 

O mito da boa fonte de ferro “Diferentemente do que coloca a crença popular, o açaí não pode ser considerado uma boa fonte de ferro, pois além de ter baixa biodisponibilidade, ou seja, ele é pouco absorvido pelo organismo, não contém grandes quantidades de nutriente em sua composição, informa a especialista em nutrição.

Cada 100g da fruta contém:
Calorias 110cal
Carboidrato 21,5g
Proteína 0,7g
Fibra Alimentar 1,7g
Magnésio 13mg
Fósforo 11mg
Potássio 75mg
Cálcio 22mg
Vitamina C 10,3mg
Fonte: UNICAMP – Tabela Brasileira de Composição de Alimentos / TACO

Fonte:  Editora Alto Astral. O poder das frutas, v.1, n.1, 2009. 

Dê uma banana para sua saúde!

Afinal, essa fruta barata e nutritiva contém potássio, magnésio, cálcio, fibras e até Vitamina C.

 Basta descascar e comer! Não precisa lavar, não tem caroço e é muito nutritiva. A banana é a fruta mais prática do mundo e uma das mais benéficas à saúde.

 Riquíssima em potássio – 1 banana fornece quase 1/3 do que necessitamos desse nutriente por dia -, essa fruta originária da Ásia, previne câimbras, regulariza a pressão arterial, dá energia e melhora o funcionamento do intestino

Sem câimbras Como já é destacado, a banana contém grande quantidade de potássio. Esse nutriente é o maior defensor contra aquelas contrações musculares que causam dores e, em alguns casos, dificuldade de locomoção. Cálcio e magnésio também auxiliam no combate às câimbras, e estão presentes na composição da banana.

Pressão alta e colesterol Novamente o potássio é protagonista. O consumo excessivo de sal, que eleva a pressão arterial, é amenizado com o consumo de potássio, ou seja, dá-lhe banana! Tanto é verdade, que a FDA (Food and Drug Administration), agência que controla alimentos e remédios nos Estados Unidos, autoriza que os produtores e comerciantes de bananas informem a capacidade da fruta na redução do risco de pressão alta e infarto. A farta quantidade de fibras solúveis da banana ainda ajudam a diminuir as chances de elevação do colesterol ruim na corrente sanguínea.

Preferida dos atletas Se você já freqüentou ou pelo menos passou em frente a uma academia de ginástica, certamente já percebeu que a banana é a fruta preferida dos atletas. Isso porque 2 bananas-nanicas fornecem energia suficiente para 1 hora e 30 minutos  de exercícios pesados. A grande vantagem da banana é que os carboidratos deste alimento são de fácil digestão, garantindo a recuperação rápida da energia e a revitalização dos músculos.

Intestino funcionando Basicamente pelo alto teor de fibras (em espacial, a pectina), a banana auxilia no funcionamento do tubo digestivo e na formação do bolo fecal, reduzindo a prisão de ventre.

Outros benefícios Além de todas as vantagens já apresentadas que a banana pode oferecer para a saúde, seu consumo regular ainda previne anemia (por causa do ferro); estimula a atenção e capacidade mental (graças ao potássio) reduz depressão e tensão pré-menstrual (pois contém tripofano, aminoácido que se converte em serotonina e melhora o humor); e, por incrível que possa parecer, é recomendada para quem deseja abandonar o cigarro, já que contém vitaminas C, A, B6, B12, potássio e magnésio, nutrientes que controlam os efeitos da abstinência da nicotina.

Além do escorregão Ela não serve só para fazer as pessoas escorregarem e caírem: a casca da banana também pode ser aproveitada em benefício da saúde. “Em casos de queimaduras, inflamações, inchaço, feridas, chagas e nevralgia, basta usar a casca fresca da banana e aplicá-las sobre a parte afetada. A casca deve ser presa ao ferimento sem apertá-lo e renovada a cada 2 ou 3 horas”, afirma a nutricionista Daniela Jobst.

Amarela e verde  Embora tenhamos o hábito de consumir apenas a banana madura, ou seja, amarela, a fruta verde é bastante positiva para o organismo. Cozida ou na forma de farinha (vendida em supermercados e lojas especializadas), o consumo da banana verde ajuda na prevenção do diabetes tipo 2, câncer de cólon, doenças coronárias (que afetam o coração) e ainda combate a obesidade, já que dá sensação de saciedade

Cada 100g da fruta contém:
Calorias 92kcal
Carboidrato 23,8g
Proteína 1,4g
Fibra Alimentar 1,9g
Magnésio 28mg
Fósforo 27mg
Potássio 376mg
Fonte: UNICAMP – Tabela Brasileira de Composição de Alimentos / TACO

Fonte: Editora Alto Astral. O poder das frutas, v. 1, n.1, 2009.