Polpa e castanha se completam

… e fornecem os nutrientes fundamentais para a saúde!

Vitamina C, fibras e caretenóides. São essas a substâncias presentes no caju que mais beneficiam a saúde. A fruta possui 5 vezes mais vitamina C que a laranja e só está atrás da acerola e do camu-camu.

Por isso, o caju fortalece o sistema imunológico, previne infecções, combate alergias de pele e cansaço.

Pelas cores da polpa, é possível perceber a ação anticancerígena: de casca amarela e avermelhada possui batacaroteno e licopeno, duas substâncias capazes de prevenir os câncer de pulmão e de próstata, respectivamente. Já as fibras contribuem para o bom funcionamento do intestino, proporcionando boa digestão.

Da fruta, até a castanha…

…pode ser aproveitada! E não é só para não desperdiçar. A castanha do caju é rica em minerais, vitaminas E e do complexo B, proteínas, carboidratos e fibras. Se consumida moderadamente, a castanha contribui para manter a saúde de ossos e músculos, fornecer energia paras as atividades diárias, melhorar a digestão  e até regular o nível de colesterol ruim (LDL) no sangue, pois possui ácidos graxos poliinsaturados.

As castanhas podem ser consumidas no café da manhã ou lanche da tarde, até 3 unidades por dia. Elas oferecem grande parte da quantidade diária recomendada de magnésio. Esse mineral contribui no controle do nervosismo, depressão, cansaço  e fraqueza. Para prepará-las, asse-as, no forno, até torrar levemente. Prefira consumi-las sem sal.

Dica de consumo Os sucos são boa opção para quem não suporta o sabor adstringente do caju! Consuma-os logo após o preparo, para aproveitar ao máximo os nutrientes da fruta.

 

Cada 100g da fruta contém:
Calorias 43kcal
Carboidrato 10,3g
Proteína 1g
Fibra Alimentar 1,7g
Lipídeos 0,3mg
Magnésio 10mg
Fósforo 16mg
Potássio 124mg
Cálcio 1mg
Sódio 1mg
Fonte: UNICAMP – Tabela Brasileira de Composição de Alimentos / TACO

 Fonte: Editora Alto Astral. O poder das frutas, v.1, n.1, 2009.

Anúncios

Feio por fora, bonito por dentro…

…. mas, o mais importante: delicioso e faz muito bem para a saúde! Esse é o kiwi.

 Se alguém olha apenas para a casca, pode imaginar até que se trata de algum bicho. Ainda bem que a aparência não diz nada sobre essa fruta, porque detrás da casca peluda, se esconde um alimento rico em vitamina C, potássio, cálcio, proteínas e fibras alimentares.

 

Corpo em equilíbrio Rico em fibras, o kiwi auxilia no funcionamento do intestino e do aparelho digestivo, melhorando prisão de ventres, dores abdominais, azia e queimação no estômago. Por conter pectina, controla os níveis de colesterol no sangue.

Sua elevada concentração de potássio faz com que essa fruta seja recomendada na prevenção de fadiga e depressão leve e moderada. Por fim, os minerais presentes no kiwi reforçam as defesas do organismo contra vírus bactérias, regulam a pressão arterial e aumentam a capacidade de concentração.

Cada 100g da fruta contém:
Calorias 51kcal
Carboidrato 11,5g
Proteína 1,3g
Fibra Alimentar 2,7g
Magnésio 11mg
Fósforo 33mg
Potássio 269mg
Cálcio 24mg
Manganês 0,17mg
Vitamina A 70,8mg
Fonte: UNICAMP – Tabela Brasileira de Composição de Alimentos / TACO

Fonte: Editora Alto Astral. O poder das frutas, v.1, n.1, 2009.  

Inimiga do colesterol e da prisão de ventre

Rica em fibras, a pêra bem que mereceria ser mais consumida pelos brasileiros. Descubra as razões para incluir essa fruta no seu dia-a-dia

 Pouco calórica, a pêra está presente em quase todas as dietas de emagrecimento. No entanto, ela não serve apenas para dar uma forcinha na hora de perder os quilinhos extras. Também fortalece o coração, os ossos e previne queda de cabelo e intestino grosso.

Nutrientes e benefícios Fibras. São os principais nutrientes presentes na pêra, e sua importância vai além da prevenção à prisão de ventre e melhoria do processo digestivo. Elas equilibram os níveis de açúcar no sangue, reduzem o colesterol e diminuem risco de câncer de cólon.

Outros nutrientes presentes na pêra são: potássio,  cálcio, enxofre, magnésio, silício, e vitamina C, que auxiliam no equilíbrio do sistema nervoso e no fortalecimento das funções cardíacas.

Atenção na escolha! O ideal é escolher as peras sem cortes, rachaduras ou manchas, pois estes sinais podem indicar que algum inseto passou pela fruta.

Cada 100g da fruta contém:
Calorias 53kcal
Carboidrato 14g
Proteína 0,6g
Fibra Alimentar 3g
Magnésio 6mg
Fósforo 12mg
Potássio 116mg
Cálcio 9mg
Vitamina C 2,8mg
Fonte: UNICAMP – Tabela Brasileira de Composição de Alimentos / TACO

 Fonte: Editora Alto Astral. O poder das frutas, v.1, n.1, 2009.

Dê uma banana para sua saúde!

Afinal, essa fruta barata e nutritiva contém potássio, magnésio, cálcio, fibras e até Vitamina C.

 Basta descascar e comer! Não precisa lavar, não tem caroço e é muito nutritiva. A banana é a fruta mais prática do mundo e uma das mais benéficas à saúde.

 Riquíssima em potássio – 1 banana fornece quase 1/3 do que necessitamos desse nutriente por dia -, essa fruta originária da Ásia, previne câimbras, regulariza a pressão arterial, dá energia e melhora o funcionamento do intestino

Sem câimbras Como já é destacado, a banana contém grande quantidade de potássio. Esse nutriente é o maior defensor contra aquelas contrações musculares que causam dores e, em alguns casos, dificuldade de locomoção. Cálcio e magnésio também auxiliam no combate às câimbras, e estão presentes na composição da banana.

Pressão alta e colesterol Novamente o potássio é protagonista. O consumo excessivo de sal, que eleva a pressão arterial, é amenizado com o consumo de potássio, ou seja, dá-lhe banana! Tanto é verdade, que a FDA (Food and Drug Administration), agência que controla alimentos e remédios nos Estados Unidos, autoriza que os produtores e comerciantes de bananas informem a capacidade da fruta na redução do risco de pressão alta e infarto. A farta quantidade de fibras solúveis da banana ainda ajudam a diminuir as chances de elevação do colesterol ruim na corrente sanguínea.

Preferida dos atletas Se você já freqüentou ou pelo menos passou em frente a uma academia de ginástica, certamente já percebeu que a banana é a fruta preferida dos atletas. Isso porque 2 bananas-nanicas fornecem energia suficiente para 1 hora e 30 minutos  de exercícios pesados. A grande vantagem da banana é que os carboidratos deste alimento são de fácil digestão, garantindo a recuperação rápida da energia e a revitalização dos músculos.

Intestino funcionando Basicamente pelo alto teor de fibras (em espacial, a pectina), a banana auxilia no funcionamento do tubo digestivo e na formação do bolo fecal, reduzindo a prisão de ventre.

Outros benefícios Além de todas as vantagens já apresentadas que a banana pode oferecer para a saúde, seu consumo regular ainda previne anemia (por causa do ferro); estimula a atenção e capacidade mental (graças ao potássio) reduz depressão e tensão pré-menstrual (pois contém tripofano, aminoácido que se converte em serotonina e melhora o humor); e, por incrível que possa parecer, é recomendada para quem deseja abandonar o cigarro, já que contém vitaminas C, A, B6, B12, potássio e magnésio, nutrientes que controlam os efeitos da abstinência da nicotina.

Além do escorregão Ela não serve só para fazer as pessoas escorregarem e caírem: a casca da banana também pode ser aproveitada em benefício da saúde. “Em casos de queimaduras, inflamações, inchaço, feridas, chagas e nevralgia, basta usar a casca fresca da banana e aplicá-las sobre a parte afetada. A casca deve ser presa ao ferimento sem apertá-lo e renovada a cada 2 ou 3 horas”, afirma a nutricionista Daniela Jobst.

Amarela e verde  Embora tenhamos o hábito de consumir apenas a banana madura, ou seja, amarela, a fruta verde é bastante positiva para o organismo. Cozida ou na forma de farinha (vendida em supermercados e lojas especializadas), o consumo da banana verde ajuda na prevenção do diabetes tipo 2, câncer de cólon, doenças coronárias (que afetam o coração) e ainda combate a obesidade, já que dá sensação de saciedade

Cada 100g da fruta contém:
Calorias 92kcal
Carboidrato 23,8g
Proteína 1,4g
Fibra Alimentar 1,9g
Magnésio 28mg
Fósforo 27mg
Potássio 376mg
Fonte: UNICAMP – Tabela Brasileira de Composição de Alimentos / TACO

Fonte: Editora Alto Astral. O poder das frutas, v. 1, n.1, 2009.