Polpa e castanha se completam

… e fornecem os nutrientes fundamentais para a saúde!

Vitamina C, fibras e caretenóides. São essas a substâncias presentes no caju que mais beneficiam a saúde. A fruta possui 5 vezes mais vitamina C que a laranja e só está atrás da acerola e do camu-camu.

Por isso, o caju fortalece o sistema imunológico, previne infecções, combate alergias de pele e cansaço.

Pelas cores da polpa, é possível perceber a ação anticancerígena: de casca amarela e avermelhada possui batacaroteno e licopeno, duas substâncias capazes de prevenir os câncer de pulmão e de próstata, respectivamente. Já as fibras contribuem para o bom funcionamento do intestino, proporcionando boa digestão.

Da fruta, até a castanha…

…pode ser aproveitada! E não é só para não desperdiçar. A castanha do caju é rica em minerais, vitaminas E e do complexo B, proteínas, carboidratos e fibras. Se consumida moderadamente, a castanha contribui para manter a saúde de ossos e músculos, fornecer energia paras as atividades diárias, melhorar a digestão  e até regular o nível de colesterol ruim (LDL) no sangue, pois possui ácidos graxos poliinsaturados.

As castanhas podem ser consumidas no café da manhã ou lanche da tarde, até 3 unidades por dia. Elas oferecem grande parte da quantidade diária recomendada de magnésio. Esse mineral contribui no controle do nervosismo, depressão, cansaço  e fraqueza. Para prepará-las, asse-as, no forno, até torrar levemente. Prefira consumi-las sem sal.

Dica de consumo Os sucos são boa opção para quem não suporta o sabor adstringente do caju! Consuma-os logo após o preparo, para aproveitar ao máximo os nutrientes da fruta.

 

Cada 100g da fruta contém:
Calorias 43kcal
Carboidrato 10,3g
Proteína 1g
Fibra Alimentar 1,7g
Lipídeos 0,3mg
Magnésio 10mg
Fósforo 16mg
Potássio 124mg
Cálcio 1mg
Sódio 1mg
Fonte: UNICAMP – Tabela Brasileira de Composição de Alimentos / TACO

 Fonte: Editora Alto Astral. O poder das frutas, v.1, n.1, 2009.

Anúncios

 A fruta que acalma

O maracujá controla a ansiedade, fortalece o sistema imunológico e regula as taxas de glicose no sangue

 Famoso por seu efeito calmante, o maracujá é uma fruta versátil e 100% aproveitável! Nesta matéria você vai conferir dicas para utilizar desde a casca até as sementes, A fruta inteira oferece nutrientes que beneficiam a saúde.

Começando pela polpa  “A polpa do maracujá é rica em vitaminas do complexo B, que ajudam na regulação da absorção de carboidratos, proteínas e lipídeos”, afirma a nutricionista Elizabete Elvira De Paola, da Vital Nutri. É na polpa também que se encontra grande quantidade de vitamina C, poderoso antioxidante que ajuda a fortalecer o sistema imunológico e auxilia na cicatrização de ferimentos, pois participa da síntese de colágeno na pele.

A fruta é bastante recomendada para tratar e prevenir anemia, pois é rica em ferro e a vitamina C ajuda a absorver esse mineral.

Não desperdice a casca! “Cada parte do maracujá exerce uma função diferente no nosso organismo. Suas cascas são riquíssimas em fibras que melhoram o perfil lipídico, ajudam a e emagrecer e mudam o hábito intestinal”, explica a nutricionista Elizabete.  Quem promove esses benefícios é a pectina, fibra solúvel que, no estômago, funciona como um gel e causa a sensação de saciedade, controlando o apetite.

“No intestino, a pectina tem a função de absorver as gorduras, auxiliando no controle do colesterol, ao mesmo tempo de regula a absorção de glicose e, conseqüentemente, controla o diabetes tipo 2”, destaca a especialista. A casca do maracujá, ainda possui vitamina B3, ferro, cálcio, fósforo e sódio.

Tem coisa boa nas folhas Quem nunca apostou em um copo de suco de maracujá para acalmar a ansiedade e o nervosismo? A fruta tem leve ação sedativa, mas é nas folhas do maracujá que o efeito está concentrado.  “Diversos pesquisadores mostram que o efeito calmante não está no consumo do fruto e sim nas folhas e caules, quem contêm alcalóides e flavonóides. Essas substâncias atuam no sistema nervoso central como analgésico e relaxante muscular. A folha do maracujá ajuda controlar a ansiedade, diminui o estresse, a fadiga  e a insônia” ressalta a nutricionista Elizabete.  Para obter o efeito calmante das folhas, consuma-as na forma de chás.

E por último… …até as sementes podem ser aproveitadas! Elas são ricas em ácidos graxos insaturados, que contribuem para regular as taxas de colesterol no organismo. As sementes podem ser utilizadas em caldas para bolos. Quando assadas, ficam crocantes e dão uma textura especial à receita.

Cada 100g da fruta contém:
Calorias  68kcal
Carboidrato 12,3g
Proteína 2g
Fibra Alimentar 1,1g
Lipídeos 2,1g
Magnésio 28mg
Fósforo 51mg
Potássio 338mg
Ferro 0,06mg
Sódio 2mg
Vitamina C 19,8mg
Fonte: UNICAMP – Tabela Brasileira de Composição de Alimentos / TACO

Fonte: Editora Alto Astral. O poder das frutas, v.1, n.1, 2009.