A fruta que acalma

O maracujá controla a ansiedade, fortalece o sistema imunológico e regula as taxas de glicose no sangue

 Famoso por seu efeito calmante, o maracujá é uma fruta versátil e 100% aproveitável! Nesta matéria você vai conferir dicas para utilizar desde a casca até as sementes, A fruta inteira oferece nutrientes que beneficiam a saúde.

Começando pela polpa  “A polpa do maracujá é rica em vitaminas do complexo B, que ajudam na regulação da absorção de carboidratos, proteínas e lipídeos”, afirma a nutricionista Elizabete Elvira De Paola, da Vital Nutri. É na polpa também que se encontra grande quantidade de vitamina C, poderoso antioxidante que ajuda a fortalecer o sistema imunológico e auxilia na cicatrização de ferimentos, pois participa da síntese de colágeno na pele.

A fruta é bastante recomendada para tratar e prevenir anemia, pois é rica em ferro e a vitamina C ajuda a absorver esse mineral.

Não desperdice a casca! “Cada parte do maracujá exerce uma função diferente no nosso organismo. Suas cascas são riquíssimas em fibras que melhoram o perfil lipídico, ajudam a e emagrecer e mudam o hábito intestinal”, explica a nutricionista Elizabete.  Quem promove esses benefícios é a pectina, fibra solúvel que, no estômago, funciona como um gel e causa a sensação de saciedade, controlando o apetite.

“No intestino, a pectina tem a função de absorver as gorduras, auxiliando no controle do colesterol, ao mesmo tempo de regula a absorção de glicose e, conseqüentemente, controla o diabetes tipo 2”, destaca a especialista. A casca do maracujá, ainda possui vitamina B3, ferro, cálcio, fósforo e sódio.

Tem coisa boa nas folhas Quem nunca apostou em um copo de suco de maracujá para acalmar a ansiedade e o nervosismo? A fruta tem leve ação sedativa, mas é nas folhas do maracujá que o efeito está concentrado.  “Diversos pesquisadores mostram que o efeito calmante não está no consumo do fruto e sim nas folhas e caules, quem contêm alcalóides e flavonóides. Essas substâncias atuam no sistema nervoso central como analgésico e relaxante muscular. A folha do maracujá ajuda controlar a ansiedade, diminui o estresse, a fadiga  e a insônia” ressalta a nutricionista Elizabete.  Para obter o efeito calmante das folhas, consuma-as na forma de chás.

E por último… …até as sementes podem ser aproveitadas! Elas são ricas em ácidos graxos insaturados, que contribuem para regular as taxas de colesterol no organismo. As sementes podem ser utilizadas em caldas para bolos. Quando assadas, ficam crocantes e dão uma textura especial à receita.

Cada 100g da fruta contém:
Calorias  68kcal
Carboidrato 12,3g
Proteína 2g
Fibra Alimentar 1,1g
Lipídeos 2,1g
Magnésio 28mg
Fósforo 51mg
Potássio 338mg
Ferro 0,06mg
Sódio 2mg
Vitamina C 19,8mg
Fonte: UNICAMP – Tabela Brasileira de Composição de Alimentos / TACO

Fonte: Editora Alto Astral. O poder das frutas, v.1, n.1, 2009.

Anúncios

Quer hidratar o organismo?

Aposte na melancia. Ela é composta por 90% de água, além de vitamina C, minerais e licopeno

 Os dias quentes de verão pedem opções refrescantes, capazes de repor as quantidades de água e sais minerais perdidos durante a transpiração.

 Nessa hora, a melancia se apresenta como uma das melhores opções. “Ela é um excelente alimento para hidratação, possui cerca de 90% de água, é rica vitaminas e minerais que auxiliam no equilíbrio orgânico”, esclarece a nutricionista Barbara Rescall Sanches, da VP Consultoria Nutricional.

Ação anticancerígena A melancia é aclamada por seu poder antioxidante, ou seja, sua capacidade de combater os radicais livres, produzidos a partir do metabolismo das células “ruins”, que em excesso, podem ser responsáveis pelo surgimento de diversas doenças.

Essa função da melancia é possível graças à presença de vitamina C licopeno em sua composição, que juntos têm grande força contra os radicais livres. “O licopeno é um poderoso antioxidante, estudado, principalmente, como auxílio de alguns tipos de câncer, em especial o câncer de próstata” ressalta a nutricionista Barbara.

Pressão arterial controlada  O potássio, mineral presente na composição da melancia, é o responsável por manter a pressão arterial nos níveis ideais. É que ele garante a elasticidade dos vasos sanguíneos e reduz arritmia cardíaca. Além disso, equilibra a quantidade de água presente nas células, diminuindo inchaços, e também participa das contrações musculares, inclusive do coração.

Amiga dos homens A impotência sexual, que se caracteriza pela dificuldade em iniciar ou manter uma ereção, é condição que assusta grande parte dos homens. Na maioria dos casos, ela acontece por fatores emocionais ou então pela dificuldade do sangue circular até o membro, decorrente do excesso de peso, pressão alta, colesterol elevado, entre outros problemas de saúde.  “A melancia tem o poder de vasodilatação, que melhora a circulação e também facilita a ereção dos homens”, ressalta Barbara.

Diabéticos, atenção! A melancia é rica em frutose, um tipo de açúcar e, por possuir baixa quantidade de fibras, esse açúcar cai na corrente sanguínea rapidamente, podendo elevar a taxa de glicose, se consumida em excesso. Sendo assim, os diabéticos devem procurar a orientação de um nutricionista para degustar a fruta e aproveitar seus benefícios sem prejuízos.

Cada 100g da fruta contém: Tire suas dúvidas!
Calorias 33Kcal  

 

  •       Evite comer melancia logo após as refeições principais. Pela grande quantidade de água que possui, ela pode dificultar a digestão e originar aquela sensação de peso no estômago.

 

 

  •      A parte branca da melancia não deve ser consumida em excesso. Isso porque ela possui uma substância que o organismo não é capaz de digerir, chamado celulose. Esse fato faz com que o organismo trabalhe para expulsá-la por meio da evacuação, podendo provocar dores de barriga.
Carboidrato 8,1g
Proteína 0,9g
Fibra Alimentar 0,1g
Magnésio 10mg
Fósforo 12mg
Potássio 104mg
Cálcio 8mg
Manganês 0,14mg
Ferro 0,2mg
Cobre 0,04mg
Zinco 0,1mg
Vitamina C 6,1mg
Fonte: UNICAMP – Tabela Brasileira de Composição de Alimentos / TACO

 Fonte: Editora Alto Astral. O poder das frutas, v.1, n.1, 2009.

Fruta proibida?

 
De jeito nenhum! A maçã está mais que liberada! Conheça 10 razões para adotá-la em seu cardápio diário

Ela conquistou o paladar dos brasileiros. Originária de países de clima frio do sudeste europeu e asiático, a maçã ganhou seu espaço e se adaptou ao clima brasileiro, principalmente da região sul do país. Mas qual a razão de tamanho sucesso? Ele certamente vai além de seu gostinho adocicado. Está nos benefícios que a fruta traz à saúde. Confira.

  1. Xô radicais livres! Eles aceleram o envelhecimento das células e podem desencadear doenças como o câncer. No entanto, sua formação no organismo acontece a partir do metabolismo das células, um procedimento normal. Os radicais livres são preocupantes quando estão em quantidade exagerada, podendo comprometer algumas funções do organismo. Para barrar essa produção acelerada, entram em cena os alimentos antioxidantes: entre eles a macã.
  2. Controle do colesterol A união da pectina, um tipo de fibra solúvel, com os flavonóides, substâncias que protegem o organismo contra radicais livres, impede a oxidação do colesterol nas artérias, o que faz com que ela não se acumule e não interrompa a passagem de sangue. Segundo um estudo divulgado pelo Journal of Medicine Food (EUA), o consumo diário de 2 maçãs , durante 12 semanas, provocou uma diminuição de 20% dos níveis de LDL (colesterol ruim) oxidado, em média.
  3. Faxina bucal Os dentes, gengivas, a garganta e também as cordas vocais estão protegidos com o consumo regular de maçã. A fruta age como um adstrigente  e tonificante, eliminando as bactérias e garantindo a saúde dessas estruturas. Porém, os cuidados com a higiene bucal devem ser mantido.
  4. De bem com o intestino A maça possui em sua composição uma fibra solúvel chamada pectina. Ela é responsável por facilitar o trãnsito intestinal, já que aumenta o volume do bolo fecal e estimula a sua eliminação. Porém, para isso, é também preciso ingerir diariamente uma boa quantidade de água, caso contrário o efeito é inverso.
  5. Glicose sob controle A maçã é composta por um tipo de açúcar chamado frutose, que em união com a boa quantidade de fibras da fruta, é liberado mais lentamente na corrente sangüínea em relação à sacarose, o açúcar extraído da cana-de-açúcar. Por esse motivo, a maçã é uma das opções para os diabéticos, por manter o nível de glicose estável no sangue.
  6. Coração protegido Quando o assunto é saúde do coração, mais uma vez a pectina entra em ação. É que ela protege o coração ao reduzir os níveis de colesterol ruim (LDL) no sangue. Sem falar na boa quantidade de potássio presente na maçã, determinante para que a pressão arterial se mantenha nos níveis ideais. Livre do colesterol nas artérias e com a pressão arterial controlada, o coração trabalha melhor. 
  7. Prevenção ao câncer Com grandes quantidades de antioxidantes, a fruta atua como uma verdadeira barreira contra doenças, entre elas o câncer. Já as fibras solúveis, que estimulam o trabalho do intestino, também agem contra os tumores, já que eliminam impurezas com potencial para desencadeá-los. 
  8. Melhora na respiração Os nutrientes da maçã reduzem inflamações que acometem os brônquios. A fruta é recomendada para quem sofre com problemas respiratórios, em especial a asma. Além disso, com o consumo regular da fruta, o organismo se torna mais resistente às alergias, grandes responsáveis pelas crises de asma.
  9. Poucas calorias Se você está de dieta, aqui está mais uma razão para consumir maçã. Em 100g da fruta são apenas 56kcal, ideal para aquele lanchinho entre as refeições principais. Sem falar que ela é rica em fibras, que aumentam a saciedade e ainda ajudam no funcionamento do intestino.
  10. Variedade e praticidade Cansou de comer maçã vermelha? Mude para a maçã verde, ou ainda vá experimentando os diferentes tipos da fruta. Cada um deles possui uma particularidade que diferencia seu sabor e consistência. Os tipos mais consumidos no Brasil são: Fuji, Gala, Red Delicious e Granny Smith.  
Cada 100g da fruta contém:
Calorias 56kcal
Carboidrato 15,2g
Proteína 0,3g
Fibra Alimentar 1,3g
Cálcio 2mg
Magnésio 2mg
Manganês 0,03mg
Fósforo 9mg
Ferro 0,1mg
Potássio 75mg
Cobre 0,06Mg
Vitamina B6 0,03mg
Vitamina C 2,4mg
Fonte: UNICAMP – Tabela Brasileira de Composição de Alimentos / TACO

 Fonte: Editora Alto Astral. O poder das frutas, v.1, n.1, 2009.

Nutritiva até o bagaço!


A laranja é antioxidante, controla os níveis de açúcar e colesterol no sangue e combate a prisão de ventre. O que você está esperando para aproveitar estes benefícios?

Se você faz parte do grupo de pessoas que identifica a Vitamina C com o único benefício que a laranja traz ao organismo, saiba que essa fruta esconde muitos outros nutrientes essenciais para a manutenção da saúde.

Além da Vitamina C, a laranja é rica em fibras, possui cálcio, magnésio, potássio, betacaroteno, algumas vitaminas do complexo B.

Descubra, a seguir, o que cada um desses nutrientes faz pela manutenção do seu organismo.

Um fruta completa A Vitamina C e o betacaroteno são dois antioxidantes, o último responsável pela coloração da fruta, que protegem as células contra a ação dos radicais livres.  Os minerais atuam no fortalecimento dos ossos e músculos e na absorção de outros nutrientes  (cálcio e magnésio), na regulação da pressão arterial e elasticidade das artérias (potássio), favorecendo as funções cardíacas.

Coração batendo forte Uma das grandes ameaças à saúde cardíaca é o colesterol total elevado. Quando em excesso no sangue, ele passa a se depositar na parede das artérias e impede a circulação normal. Quem sofre é o coração, que pode entrar em colapso pelo não recebimento de sangue ou pelo esforço excessivo para bombardeá-lo pelas artérias, além, é claro, de outras doenças decorrentes do impedimento da circulação, como os acidentes vasculares cerebrais (AVCs), por exemplo.

Quando consumida com o bagaço, a laranja auxilia no controle do colesterol. Isso tudo graças à pectina, uma fibra solúvel presente na polpa da fruta que regula essas taxas.

Controle da glicemia As fibras solúveis ainda reduzem a absorção intestinal de glicose para a corrente sanguínea, sendo uma opção para quem sofre de diabetes. Porém, como cada organismo reage de uma forma, o ideal é procurar um nutricionista para avaliar a quantidade de fruta a ser consumida em caso de diabetes.

Um verdadeiro relógio! Mais uma vez as fibras são o destaque a fruta. Presentes no bagaço da laranja, ao serem consumidas elas garantem a sensação de saciedade e ainda dão volume ao bolo fecal, fato que favorece o trânsito intestinal e dá fim à prisão de ventre.

Mas, lembre-se: para que as fibras desempenhem sua função, você também precisa ajudar. Consuma pelo menos 2 litros de líquidos diariamente.

Cada 100g da fruta contém:
Calorias 37kcal
Carboidrato 8,9g
Proteína 1g
Fibra Alimentar 0,8g
Lipídeos 0,1g
Magnésio 9mg
Manganês 0,05mg
Fósforo 23mg
Potássio 163mg
Ferro 0,1mg
Cobre 0,03mg
Zinco 0,1mg
Vitamina B1 0,07mg
Vitamina B2 0,02mg
Vitamina C 53,7mg
Fonte: UNICAMP – Tabela Brasileira de Composição de Alimentos / TACO

 Fonte: Editora Alto Astral. O poder das frutas. v.q1, n.1, 2009.

Limão. Barato, saudável e multiuso

  

O limão tem função antioxidante, fortalece o sistema imunológico e serve até como produto de limpeza!

Apenas 1 limão médio é capaz de fornecer a quantidade diária recomendada de Vitamina C. Ela participa da produção de anticorpos no organismo e, por isso, protege o nosso corpo contra infecções: nada mais propício em situações de baixa imunidade do organismo.

A Vitamina C, além de fortalecer o sistema imunológico, ainda ajuda o organismo a absorver ferro, Quem sofre de anemia deve consumir verduras verde-escuras, que são ricas nesse mineral, e, se temperá-las com limão, terão a dupla necessária para combater esse problema.

E não é só em sucos e chás que o limão oferece tantos benefícios. Esse azedinho serve como tempero de salada, é ingrediente de molhos e dá um gostinho a mais ao refrigerante. Rico em flavonóides, tem função anticancerígena, atua como antiinflamatório e ajuda a eliminar o colesterol ruim (LDL) do sangue.

Como do limão tudo é aproveitado, a casca pode ser ralada em tortas e até mesmo batida em suco. A limonada suíça, por exemplo, utiliza o limão inteiro, com casca e bagaço e, por isso, oferece todos os nutrientes presentes na fruta, em especial a pectina, substância presente na parte branca, entre a polpa e a casca. Ela ajuda a equilibrar os níveis de colesterol e glicose no organismo.

Os óleos essenciais ainda contribuem na eliminação do ácido úrico do organismo que, em excesso, pode causar artrite (inflamação das articulações), nefrite (inflamação dos rins) e cálculos renais.

O consumo de limão também pode prevenir problemas de circulação, pois seus flavonóides reforçam a parede dos vasos sanguíneos e dão mais elasticidade às artérias.

O suco de fruta também serve como produto de limpeza natural. Os produtos industrializados podem irritar a pele e as unhas e, além disso, prejudicam o meio ambiente. O excesso de espuma, jogado no esgoto todos os dias, favorece a proliferação de algumas plantas aquáticas e desequilibra a cadeia alimentar em rios e mares. Para ser ecologicamente correto, utilize 100 ml de suco puro de limão para cada  1 litro de água, misture bem e é só aplicar em vidros, azulejos, fogão, etc.

Cada 100g da fruta contém: PARA OBTER OS BENEFÍCIOS dO LIMÃO….
Calorias  32kcal …é preciso tomar alguns cuidados na hora da utilização. A acidez dessa fruta pode causar irritações, por isso:
Carboidrato 11,1g
Proteína 0,9g
Fibra Alimentar 1,2g
  • Algumas pessoas  que sofrem de gastrite podem ter sensibilidade ao limão. Porém, o consumo só é proibido se a pessoa sentir algum desconforto ao ingeri-lo.
Magnésio 10mg
Fósforo 24mg
Lipídeos 0,1g
  • O esmalte dos dentes também pode ficar prejudicado, assim, recomenda-se não escovar os dentes logo após ingerir limão; aguardar 1 hora para que o efeito do ácido se neutralize.
Cálcio 51mg
Sódio 1mg
Vitamina B1 0,3mg
  • Após manusear a fruta. é preciso lavar muito bem as mãos e outras áreas que tiveram contato com ela e não se expor ao sol, pois o sumo pode causar manchas na pele.
Vitamina C 38,2mg
Fonte: UNICAMP – Tabela Brasileira de Composição de Alimentos / TACO

Fonte: Editora Alto Astral. O poder das frutas. v. 1, n. 1. 2009.